sexta-feira, 16 de agosto de 2019

#Desabafos

Ao longo desses oito anos indo e vindo com as tentativas e ideias de fazer um blog, minha principal ee exclusiva barreira é escrever algo sem me expor. Tenso isso, né?! Pra mim é!
E qual é o medo de me expor?
Bom, eu amo escrever textos, conversas mentais e o que estiver na minha cabeça, sobre assuntos variados. Mas, muitas vezes se confunde com algo que estou passando e fico filosofando sobre, muitas vezes não! E como, fazer essa separação para o leitor? E como não dar essa satisfação? E como evitar o julgamento alheio?
São tantas travas e bloqueios que, no final de tudo, eu me travo e me bloqueio! E quão prejudicial é isso pra mim? No final das contas é uma perda enorme!!!
E ainda não falei sobre as consequências dessa “exposição” de ideias. Tem a turma do “politicamente correto” que pode censurar e me martirizar pelos pensamentos comuns culturais que posso vir a ter. Tem a turma dos julgamentos errados, que vai ler uma coisa que eu escrevi e distorcer tudo ou achar que estou vivendo uma crônica que quis escrever de um assunto aleatório. E tem a turma que adora uma vida alheia para cuidar, que vai achar que sabe tudo da minha vida e vir me torrar o saco.
E sobre as perdas, adoro ler o que escrevo anos depois e ficar pensando e lembrando o por que escrevi assim ou assado. E, escrevendo em blocos de notas, doctos no computador que acabo não fazendo backup, me levam a perder a linha do tempo ou manter um histórico de tudo que escrevo. Por isso, um blog ainda é uma opção pra mim.
Ainda vou ter uma boa ideia de como conciliar todas essas minhas “piras” e desenvolver um bom projeto de escrita.
Enquanto isso, segue apenas esse desabafo mesmo.
Beijos de luz.
Primeiro público de 2019, com desejo de que venham muitos. 🙃❤

Nota¹: Escrevi isso no começo do ano e estou postando só agora, sem revisões.
Nota²: Não foi um ano de muitos textos, nem públicos, nem privados. Mas, foi um ano muito produtivo.